Hoje estamos publicando dois capítulos, 0 3º e o 4º. Divirtam-se!

NOVELAS… Essas de Gloria Magadan! Lembram-se dela?

Contratada pela Globo, onde, nos anos 60, Gloria Magadan acumulava a função de escritora, supervisora e produtora de novelas, tendo escrito, entre outras, Eu Compro Esta Mulher, O Sheik de Agadir, A Rainha Louca e O Homem Proibido.

Magadan mandava e desmandava nos textos produzidos pela casa, impondo seu característico estilo folhetinesco e melodramático. Sem compromisso algum com a realidade brasileira, escrevia histórias fantasiosas e extremamente românticas, ambientados nos mais diversos países, com cenários luxuosos e extravagantes. Seus vilões eram maus ao extremo; suas mocinhas, sofredoras e indefesas; e seus heróis, corajosos e perfeitos em caráter. Seu estilo foi substituido pelo da Janete Clair, e ela foi para Miami, onde continuou escrevendo novelas.

BOM AMIGO –  CAPÍTULO 3

Quinta-feira | Final da tarde

As amigas se encontraram outra vez:

“E aí Débora ? Foi bom?”

“Foi maravilhoso! Voltei rejuvenescida! Não sei como lhe agradecer”

“Imagine, você queria uma solução e eu só lhe dei o caminho, simples assim”

“Sandra , foi um fim de semana maravilhoso. O André está muito mais atencioso do que sempre foi. Estou apaixonada por ele. Um amante caloroso e um marido que é o máximo. San, sei que isto é impossível, mas eu até pensei que seria muito gostoso se eu pudesse perpetuar esta “vida dupla”

“Dé, nada é impossível, dá para viver o melhor dos dois mundos!”

“A aventura foi ótima, mas estou dando um ponto final nisto”

“Você quer ouvir minha ideia ou não?”

“Desembucha!”

“A ideia é muito simples, faça que o “bom amigo” envie um novo e-mail?”

“Você só pode estar brincando, mas continue o seu raciocínio”

“O novo e-mail do “bom amigo” deve ir para o seu próprio e-mail, lhe informando que o André está tendo um caso comigo”

“San, qual é a lógica disto?

“Você vai exigir uma explicação. Ele vai ficar indignado e certamente concluirá que este “bom amigo” não passa de um farsante e mentiroso e que você uma mulher é fiel e este segundo e-mail o passaporte para sua liberdade”

“Este plano é genial!”

Dez dias depois

André mudou radicalmente seus hábitos e passou a chegar em casa bem mais cedo e quando ela chegou o cumprimentou friamente ele perguntou:

“E aí meu amor, como foi o seu dia?”

“Normal”

“O que houve?”

Ela pegou mostrou uma folha de papel e disse:

“´É isto aí!”

E ele pegou o papel e leu:

“O André está tendo um caso com a Sandra” e viu que o remetente era o “bom amigo”.

Indignado falou: “Isto é um verdadeiro absurdo. Este cara é um filho da puta!”

“Ah, ficou bravo, indignado?”

“Agora eu entendo Dé e peço desculpas outra vez!”

“Sei que ela é muito mais bonita que eu e é super inteligente, mas isto não justifica uma traição!”

“Mas é você que eu amo Dézinha!”

Quinta-feira | Final da tarde

Débora contou para Sandra que estava mais feliz que “pinto no lixo” e agradeceu efusivamente a ideia.

“Dé, nada é eterno”

Dois meses depois – final de uma sexta feira

André entrou em casa e no escritório viu o laptop da Débora e resolveu abrir o seu e-mail. Ao abrir o Gmail apareceu na tela “Escolha uma conta” e observou com surpresa que existiam duas contas, uma com o nome dela e outra com o nome “bom amigo” e pensou: “O Google só abre uma conta para cada nome, assim a única conta do Google com este nome, “bom amigo” foi aberto por ela e se ela fez isto e enviou aqueles dois e-mails, certamente não foi por um bom motivo, e eu preciso descobrir porque ela fez isto e estou achando que vou ter que me vingar desta farsante !” e fechou o laptop.

Sua cabeça estava em parafuso e sabia que precisava manter a calma, rezando para se comportar bem durante o fim de semana.

BOM AMIGO – CAPÍTULO 4

Segunda-feira

Logo cedo ele ligou para Regina, sua sogra.

“Como vai minha amada sogra?”

“Muito bem, mas qual é o propósito deste telefonema?

“Regina eu estava pensando em fazer uma surpresa para a Dé e ir visita-la daqui uns quinze dias!”

“André venha sim porque sinto muita falta de vocês. Além disto, eu não vejo minha filhota desde o Natal do ano retrasado!”

“Bem Regina, em hipótese alguma conte a respeito da surpresa, ok?”

Terça-feira

André saiu de sua empresa lá pelas 4 horas da tarde e foi para o estacionamento onde a Débora estaciona seu carro. Pegou a máquina fotográfica e ficou aguardando ela chegar até seu carro. Ele aguardou por cerca de umas 2 horas, até que a viu chegando ao carro, acompanhada por um homem com quem ela vinha conversando com bastante desenvoltura. Bateu meia dúzia de fotos do casal e foi embora

Quarta-feira

Ligou para o Gabriel que lhe disse que não havia encontrado no meio acadêmico nenhum Professor Ramos. André então contou das fotografias que Gabriel pediu para que as mandasse por e-mail para ele para ver se ele reconhecia o tal Professor Ramos.

À tarde, André foi a uma loja de materiais eletrônicos onde comprou diversos equipamentos de espionagem industrial. Foi para casa, montou e testou quatro câmeras, uma no hall de entrada e três em seu quarto e foi tomar seu banho, tomou seu banho e foi ver televisão.

Quinta-feira | Manhã

Logo cedo Gabriel ligou para o André dizendo que havia descoberto que o homem das fotografias é o Prof. Carlos Ambrósio e é assistente do diretor do MBA.

“Qual será a matéria que ele está ensinando a ela nestas aulas particulares, eh Gabriel?”

Quinta -feira | Tarde

André chegou em casa e Débora chegou logo depois e foram jantar. quando começam a comer e a conversar sobre amenidades e André falou:

“Meu amor eu tenho duas noticias para lhe dar: uma boa e a outra ruim”

“Primeiro a ruim!”

“Amanhã vou para Belo Horizonte e só voltarei no sábado à noite”

“Que chato, mas qual a boa noticia?”

“Ah, a boa noticia é que estou indo para lá para fechar uma grande venda com um grupo alemão”

“Está bem. Por esta boa causa eu vou me sacrificar e dormir uma noite sozinha sem você, mas cuidado com a mulherada, hem!”

“Ih isto está me lembrando do picareta do “bom amigo!”

“André, calma!”

Sexta-feira

Ao meio dia, André se registra em um pequeno hotel no centro da cidade.

Às onze da noite ele vai para sua casa. Lá vê o carro da Débora na garagem. Também observa um carro desconhecido estacionado em frente à sua casa e ele fotografa a sua chapa.

Ele aciona por controle remoto, as quatro câmeras que havia instalado e fica ali até às duas da manhã. Ele vai para o hotel dormir e aquele carro ainda está no mesmo local.

Sábado

Às sete da manhã quando André chegou em sua casa e viu que aquele carro ainda estava lá e ficou esperando.

Às nove horas viu saindo de sua casa a Débora e o Professor conversando animadamente. Foi ao encontro dos dois, batendo fotos. Quando ela o viu ficou paralisada e ele continuou andando em direção ao casal tirando fotos.

Débora saiu em direção a André dizendo:

“Meu amor, não é isto que você está pensando!”

“E o que você acha que eu estou pensando?”

“Bem o fato de nós estarmos saindo de casa ..ele é lá da Faculdade e…..”

“Eu sei. O nome dele é Carlos Ambrósio e é assistente do Professor Correa, certo?”

Nesta hora, Carlos entra correndo em seu carro e foge rapidamente.

“Que rapaz mal educado, hein!”

“André!”

“Já que eu estava lá em BH e você não consegue dormir sozinha ele veio passar a noite aqui com você, não é?”

“Não André, ele chegou há pouco tempo para me trazer um material que eu estava precisando para fazer um trabalho do curso”

“Débora quando cheguei às 7 horas ele estava estacionado aí e tenho fotos de ontem à noite, lá pelas 11e meia, dele estacionado no mesmo lugar”

“Meu amor….”

“Débora, por favor, me poupe e tenha um mínimo de dignidade. O nosso casamento acabou e ponto final!

Gran Finale dia 24 de janeiro de 2018

Será o último capítulo da novela BOM AMIGO! Você vai adivinhar o final?
Esta novela foi baseada num texto de José Carlos Bicudo e composta por nós dois.

Por Zé Bicudo e Renata Oliva

Compartilhe