O Senador Aristides Alencar está sentado no terraço de sua casa olhando a paisagem, esperando uma ligação, quando toca o celular. Pelo visor vê que é o Fragoso que está ligando e então atende:

AA : “ E aí meu irmão, tudo bem?”

F: ” Comigo tudo ótimo. Estou retornando o recado que o senhor deixou no whatsAAP, pedindo que eu lhe ligasse. Algum problema?”

AA: ”Bem, sabe aquele negócio da nomeação do Silveirinha para aquela diretoria da SUDENE?”

F: ”Lógico que sei. Deu tudo certo, né?”

AA : ”Não Fragoso, entrou areia e a coisa engrossou!”

F: ”Como assim? Não estava combinado que logo após adiantarmos aquela contribuição de 4mi ele seria nomeado e então, depois que ele fosse empossado, nós poderíamos fazer umas concorrências fajutas para recuperar o investimento e ganhar alguns trocos?”

AA : ”Bem, isto é o que estava combinado, acontece que o telefone da casa do Mendonça estava grampeado!”

F: ”Putz!”

AA: “Põe putz nisto! A gente fez tudo certinho, na maior confiança e aí aparece um pessoal agindo furtivamente na calada da noite fazendo umas gravações “seletivas”, só para nos prejudicar! E com isto, nós vamos ficar com um “prejú” de 4mi! Pode? “

F: ”Agora?”

AA : ”Bem agora, o Mendonça foi preso pela Polícia Federal e ele vai precisar de um “apoio” de uns 2mi para não dar com a “língua nos dentes”, pagar os advogados, despesas familiares, etc.”

F : ”E aí chefe? O que você quer eu faça?”

AA: ”Fragoso, você não precisa fazer nada. Deixa isto comigo. Eu vou pedir para que o João Albuquerque nos dê este “apoio”, mesmo porque, ele ainda nos deve alguns favores pelas diversas emendas que aprovamos na área de agrotóxicos nos últimos três anos e “uma mão lava a outra”, né?”

F: ”Eu não faria isto chefe….”

AA: ” Por que não? Você não acha que ele nos deve alguns favores?”

F : ” Sim, sem dúvida ele lhe deve inúmeros favores, mas acontece que o João foi preso ontem à noite na Operação: “É nóis na fita”.

AA : ” Fragoso! Que raio de operação é esta?”

F : ”Não sei, mas parece que a Polícia Federal está sobrecarregada com tantas operações em curso e passou a nomeação das novas operações para um contínuo que é um Corintiano! E como senhor bem sabe, a linguagem deste pessoal é muito pobre!”

AA: ” Caraca!”

F: ”É, Senador, a coisa está brava! “

AA: ”Então neste caso eu vou ter que apelar para o Chico Calazans nos quebrar este galho do “apoio” ao Mendonça”

F : ”Chefe, não vai ser possível, porque o Chico também dançou na Operação “É nóis na fita”

AA: ” Caraca!”

F: ”Pois é Senador, eu já lhe disse que a coisa está muito brava!”

AA: ” Fragoso, pelo amor de Deus, me diga o que está acontecendo? Isto é uma conspiração? Nós estamos fazendo tudo certinho, como sempre fizemos, na maior honestidade, molhando a mão de todo mundo, distribuindo muita grana e parece que só dá merda! Este país não reconhece mais as pessoas, como eu, que se sacrificam e dedicam, suas vidas para o seu progresso! “

F:”Pois é chefe!”

AA: ”Bem então vou ter que pensar em outra solução para resolver este “apoio” ao Mendonça, né?”

F: ”É, chefe. Mas… o que senhor queria falar comigo?”

AA : ”Bem com este negócio todo, de grampos, de operações, etc, eu não vou falar por telefone e preferiria que você viesse aqui em casa para nós podermos conversar mais à vontade, você entende, né?”

F : ”Lógico Senador, eu entendo perfeitamente, mas desculpe-me, por que não vai dar para eu ir até a sua casa.”

AA: ” Ora, mas porque não vai dar? “

F :”Bem chefe…….por que eu estou saindo agora de minha casa, com um japonês que está me levando para Curitiba e a propósito, esta ligação está sendo gravada para a delação premiada que farei para a Operação “É nóis na fita”!

charges-da-era-vargas-anos-30-brasil-blog-do-iba-mendes getulio-vargas-charges-politicas-dos-anos-30-blog-do-iba-mendes

José Carlos Bicudo é engenheiro formado pela Mauá.

Agora é colaborador, muito querido, desse meu blog – jocabics@gmail.com

Compartilhe