Thomas Edward Lawrence, mais conhecido como Lawrence da Arábia
E não é que Lawrence, ele mesmo, o da Arábia, nasceu em Botucatu,?

A Revista Cultural Peabiru, em suas edições de nºs 06, 07, 08 apresentou estudo sobre a trajetória desse herói mundial. Na história, ou na “lenda”, diz-se que Lawrence da Arábia, nasceu na Cuesta de Botucatu. Cuesta é uma forma de relevo em que colinas e montes têm um declive não simétrico, ou seja, suave de um lado e íngreme do outro. A de Botucatu guarda em sua história, o começo da caminhada de um herói mundial, Lawrence da Arábia, que nasceu numa fazenda em Vitoriana , subdistrito de Botucatu. Esta fazenda era do Conde de Serra Negra , e fora muitos empreendimentos, tinha 15 fazendas de café, no Estado de São Paulo e no Rio de Janeiro, onde hospedava a família imperial brasileira Ele foi nos séculos XIX e XX, o maior produtor mundial de café, tendo também uma grande torrefação e uma distribuidora deste produto valiosíssimo , em Paris.

O Conde e sua família moravam num belíssimo palacete em Paris, mas iam muitas vezes a Londres, onde o Conde negociava o café de suas fazendas. Numa dessas visitas o Conde se encontrou com uma jovem nobre inglesa, e nesse encontro a moça ficou grávida.

Para resolver a situação e proteger a reputação da moça , decidiram trazê-la para o Brasil, para passar a gravidez numa das fazendas do Conde. Lá ela esperou o tempo que faltava para o nascimento. O parto, cercado por toda a pompa, foi assistido pelo Dr. Costa Leite e Dr. Delmanto que foram chamados para ajudar a parteira. A jovem mãe ainda ficou mais dois meses na fazenda, e foi embora para a Europa, depois da situação ter sido muito bem preparada e o segredo bem guardado . Ela carregava nos braços um menino, que seria o orgulho do Império Britânico, o Grande Herói . Afinal ele era Lawrence da Árabia!

Lawrence estudou nos melhores colégios ingleses e se formou em História. Influenciado por um arqueólogo especialista em Oriente Médio, viajou para a Síria , a fim de trabalhar em sítios arqueológicos hititas. Ali, percorrendo quase 1.400 quilômetros a pé durante 4 anos, começou a conhecer e a estudar as línguas e os costumes da região.
Em fevereiro de1914 Lawrence se uniu à uma expedição arqueológica ,cuja verdadeira missão era conseguir informações sobre o exército otomano.
Quando começa a Primeira Guerra Mundial, Lawrence ingressa na Seção de Geografia do alto escalão do exército inglês .Apesar de indisciplinado, seus oficiais superiores e companheiros o admiravam Em 1916, recebeu a Legião de Honra por seu trabalho.

Lawrence ajuda a desenvolver uma guerra de guerrilha contra os otomanos e a partir do sucesso consegue a união de várias tribos árabes.

Preso e torturado pelos turcos, consegue fugir.

Trabalha no campo diplomático e volta a Oxford para escrever o livro Os sete pilares da sabedoria, sobre sua experiência com aos árabes.
Mais tarde, já na Força Aérea, serve na Índia como mecânico, além de continuar a escrever livros.

Lawrence foi uma das figuras militares mais controvertidas, complexas e brilhantes da história britânica .

Morre em um acidente de moto ,em 19 de maio de 1935.

Um dos maiores feitos de Lawrence como líder estrategista integrado aos árabes foi a organização de guerrilhas de bandoleiros nômades, que faziam ataques surpresas, apesar de poucos recursos, neutralizando e estrangulando as movimentações dos exércitos rivais. As ações de T. E. Lawrence tornaram-se ainda mais célebres após serem retratadas no filme de David Lean, Lawrence da Arábia, lançado em 1962, com atuação de PeterO’Toole.

 

Thomas Edward Lawrence

 

Fontes: www.educacao.uol.com.br/biografias
www.ptwikepedia.org/wiki/lembrancadaarabia
www.blogdodelmanto.blogstop.com

Aventureiros do Túnel – Antonio Carlos Santos e José Carlos

Compartilhe