Existem frases que são faladas de muitos jeitos, em muitas ocasiões, por todo mundo. Quando as coisas acontecem assim, não dou muito crédito ao que as pessoas falam. É tudo tão batido, tão lugar-comum ! Vocês se lembram de uma novela em que as pessoas falavam din-din ao invés de dinheiro? Todo mundo começou a falar assim, como se fosse a palavra mais comum do mundo! E o “com certeza”?

 

Mas tem umas coisas que todo mundo fala e são bacanas à beça!

Um pensamento bem profundo, sobre o tempo, que apesar de ser falado por muitas pessoas, quem contou pra mim foi Santo Agostinho. Aqui são as palavras dele, nas minhas palavras :

“O futuro ainda não existe, o passado já não existe e o presente não dura nada!”

Esses pensamentos sobre o tempo são sempre intrigantes .Dobram entre a filosofia e o relógio.

Outro dia, eu estava no Einstein visitando uma prima, e fui pegar o elevador. Lá, a gente escolhe o andar num pátio, para onde todas as portas dos elevadores se abrem. Existem uns totens com teclados onde você escolhe e aperta os botões do andar aonde você quer ir.

Eu escolhi o andar , e apertei os botões. Esperei um pouco, o elevador chegou, eu entrei e não precisei fazer mais nada. Esperei. Foi aí que eu encontrei Santo Agostinho !

A decisão que eu tomei no pátio aconteceu no passado e, agora, o passado passou e não existe mais. Ficou só a lembrança da minha escolha .Chegar ao quarto da minha prima, era só uma espera ! O futuro é apenas uma espera. O presente, passando rapidinho, foi o tempo entre as portas do elevador se abrirem e fecharem . Meu presente já estava deixando de existir, sem pretensões de futuro e só com a memória do passado!

É isso aí! Coisas tão comuns que acontecem no nosso dia a dia , que a gente nem percebe , podem, muitas vezes, nos mostrar que a nossa vida é interessante, movimentada, nada pobre, mesmo que apertemos o botão errado do elevador!

Este pensamento sobre o tempo, está no livro “As Confissões” , escrito por Santo Agostinho , que é um verdadeiro craque!

Compartilhe