Biblioteca

Fiz vários estágios em escolas, para a faculdade de Pedagogia, que terminei em junho do ano passado. Todos foram muito enriquecedores, ou pela escola, pelos professores ou, principalmente, pelos alunos, interessantíssimos. Mas um desses estágios foi muito especial, porque foi feito em São Manuel.

Foi nessa cidade que meus bisavós formaram uma fazenda de café, uma das mais produtivas da região, por muitos anos. Meus avós continuaram essa agricultura, mas sem o arrojo dos pais e meus pais, depois de um período cafeeiro, decidiram-se por uma atividade mais moderna e produtiva: arrendaram a fazenda para uma usina de cana-de-açúcar. Igreja Matriz de São Manuel

A fazenda continua linda e aprazível, maravilhosa, na minha opinião, e não é exagero, não! Terra roxa na maioria de sua área, riachos , olhos d’água que borbulham de qualquer lugar e matas ali fincadas, desde há muito, muito tempo.

São Manuel é uma cidade localizada na Serra de Botucatu, e alcança uma pequena parte do planalto entre os rios Tietê e Paranapanema, no sudoeste do Estado de São Paulo a aproximadamente a 300 km da capital São Paulo. A cidade não é grande, e de acordo com o censo de 2004, tem uma população de 38.448 habitantes, sendo2.465 na zona rural e 35.983 na zona urbana. E conserva a distribuição urbanística do início de sua formação: a Igreja matriz circundada por uma praça, o Clube Recreativo em frente, ao lado de casarões do final do século XIX. Em outra praça fica o coreto, lindo e romântico! E ladeando as ladeiras o prédio da Biblioteca e do Museu.

Foi um dos primeiros municípios paulistas a municipalizar o ensino, em 1997 . As mudanças decorrentes da nova política geraram muitas polêmicas, principalmente entre os professores, o que exigiu da Diretoria de Educação um grande esforço para a aceitação do Magistério. Nessa época foi feita , também, uma reforma para ampliação e modernização das instalações do prédio da escola “ Dr. Augusto Reis” , onde eu fiz o estágio, conservando todas as características da construção original , visto que é um prédio tombado pelo Patrimônio Histórico . Este prédio foi construído no final do século XIX, logo após a Proclamação da República, quando foi proposta uma política educacional que privilegiava o ensino básico para o qual foram criados os Grupos Escolares. A arquitetura dessas unidades educacionais seguiram uma orientação “universal”, sendo que muitas escolas do Estado de São Paulo têm a mesma característica arquitetônica, projetadas pelo escritório de Ramos de Azevedo e do arquiteto francês Victor Dubugras e seus sucessores. Foram esses arquitetos que projetaram os palacetes da elite paulista, o que mostra a influência da sociedade civil sobre o Estado.

EMEFEI “Dr. Augusto Reis”

O prédio da escola é muito bonito e é bem conservado e esta escola é uma das melhores da cidade e por seu nível educacional ser elevado, a escola é uma das mais procuradas e seus alunos são considerados de elite e onde os melhores professores da rede pública lecionam . O sucesso das quermesses organizadas por pais, professores, diretores e alunos , a cada ano, mostram o prestígio que esta escola tem na sociedade.

Monumento da dupla Tonico e Tinoco

E, para alegria de todos os são-manuelenses, dois de seus filhos ficaram muito famosos , são os talentosos Tonico e Tinoco, que para minha honra, nasceram na fazenda do meu bisavô.

Compartilhe