A TV Tupi foi a primeira emissora de televisão brasileira, a quarta do mundo. Pertencia aos Diários Associados, conglomerado de mídia que reuniu dezenas de jornais, revistas e estações de rádio da época, e foi fundado por Chateaubriand, jornalista e empresário visionário e corajoso.

Edifício Diários Associados

Antena da TV Tupi

 

 

 

 

 

 

Chateaubriand, o Chatô, como era chamado pelos amigos e conhecido por todos, teve a vida ligada ao jornalismo , onde amealhou fama e poder. Começou a trabalhar numa redação de jornal , aos 14 anos, onde continuou trabalhando para pagar seus estudos, depois da morte de seu pai. Escrevia, também, artigos sobre política. nacional e internacional para alguns jornais de Pernambuco. Em 1917 mudou-se para o Rio. Trabalhou como advogado e , como comentarista de jornal. Mais tarde foi convidado para ser redator-chefe do Jornal do Brasil e correspondente de um jornal argentino. Chatô resolveu que teria um jornal próprio, depois de uma interessantíssima viagem à Europa. Este desejo foi alcançado em 1924, quando comprou o Jornal , do Rio e logo depois ,o Diário da Noite, de São Paulo. Começava, assim, a poderosa organização Diários Associados.

Arquiteto Gregório Zolko Muralista Gershon Knispel

 

 

 

 

Mas apesar da importância e do poder já conseguido por esse conglomerado, Chatô não sossegou enquanto não trouxe a televisão para o Brasil. Esta história começou em 1946 , quando ele viu, nos escritórios da RCA Victor, em New York, a televisão funcionando de verdade !Ficou fascinado e decidiu, naquela hora , comprar os equipamentos para a montagem de uma emissora em São Paulo .
A chegada do equipamento foi recebido com grandes comemorações .Às autoridades e celebridades, foram oferecidos coquetel a bordo de um navio e almoço no Parque Balneário, em Santos. A Rádio Tupi apresentou um show no Teatro Coliseu, com artistas dessa emissora e também convidados internacionais mas só foi depois de dois meses, em abril, que a torre da TV começou a ser instalada.
Enquanto isso, as principais publicações do Diários Associados , a revista Cruzeiro e os Diários de São Paulo e Rio davam ao público todas as informações sobre a TV, inclusive os aspectos da montagem da PRF-3-TV. Foi uma propaganda , realmente ,bem eficaz . Em 29 de dezembro os contratos de publicidade na TV começaram a ser assinados!

 

 

Televisor

Símbolo da TV Tupi

 

 

 

 

 

Mas a televisão só funciona se houver uma torre de transmissão e um televisor. Os televisores que existiam na época eram de propriedade dos Diários Associados. Donos de grandes lojas começaram a importar aparelhos e houve uma fofoca de que o Chatô tinha contrabandeado 200 aparelhos, para que as pessoas pudessem receber as transmissões ! Nada foi apurado!
A primeira exibição da TV Tupi foi no dia 7 de julho de 1950, com a apresentação do cantor Frei José Francisco de Guadalupe Mojica, um padre mexicano , mas o Brasil entrou definitivamente na era da televisão, em 18 de setembro de1950. Foi nesse dia que a PRF-3-TV inaugurou oficialmente o serviço de transmissão de imagem e som à distância.

Torre TV Tupi Torre SBT

O pioneirismo sempre foi a marca registrada da TV Tupi, e os funcionários, acostumados à improvisação do trabalho anterior em rádio , se adaptaram rapidamente às novas técnicas. Dois dias depois da primeira emissão, estreou um programa humorístico e logo depois, o primeiro telejornal, o Repórter Esso, e a primeira novela . Foi a TV Tupi , na verdade, que inventou a telenovela exibida em capítulos, uma inovação, que continua fazendo sucesso até hoje.
Depois de um longo período de liderança da TV Tupi, as emissoras concorrentes foram se aprimorando para ficarem mais competitivas. A TV Tupi reagiu, e em 1968 , apresentou a novela Beto Rockfeller, de Bráulio Pedroso, que revolucionou a linguagem da televisão o anti-herói aparece com um novo tipo de interpretação, mais natural, e surge, a partir daí, uma nova geração de talentos .

 

 

 

 

A Tupi foi inovadora em muitos e diversos aspectos. Em 1951, foi na novela
Sua vida me pertence, que houve o primeiro beijo na TV , cena apresentada por Walter Forster e Vida Alves Essa grande atriz também protagonizou o primeiro beijo gay da televisão, no teleteatro Calúnia, em 1963, com Georgia Gomide. Vida Alves construiu uma sólida e diversificada carreira, mas os pontos mais lembrados, sobre ela, são sempre os beijos. Por que será? Pensei , pensei , analisei e vi que, na minha opinião, foi por causa da sua coragem. Claro que naquela época, essas cenas foram um escândalo, mas foi a atitude de Vida Alves, no seu ofício dramático, que exigiu dela essa coragem pessoal, para vivenciar situações que até hoje são vistas com um profundo preconceito.
Em 1978, depois de uma carreira de sucesso como atriz, escritora, apresentadora na TV e em rádios, Vida Alves resolveu se aposentar, triste por causa da morte de seu marido, o engenheiro Gianni Gasparinetti . Isso mesmo! O mesmo Gasparinetti que, com seu irmão, Alfredo, construíam as televisões lá em casa ! Em 1993, Vida Alves teve a ideia de resgatar a história dos primeiros anos da televisão no Brasil. Amigos da TV Tupi se reuniam periodicamente , como se fosse num clube, até 2003, quando o grupo recebeu o nome de PRÓ-TV, e depois de cinco anos, o Museu da TV foi criado, por lei.
Esse Museu, começou a ser montado na própria casa da Vida Alves, com vários tipos de mídia formando um acervo bem importante: livros, revistas, figurinos, televisores e equipamentos antigos e relevantes para a história do rádio e da televisão no Brasil.

 

Scripts das novelas

Depois da morte da atriz, o acervo foi transferido para um prédio na r. Sete de Abril, 118. Que é o mesmo prédio onde eu já tinha trabalhado num escritório, nos idos de ’85?
O acervo é muito rico e diversificado. Foi bem bacana ver coisas das quais eu me lembrava, e coisas que eu nem imaginava que existisse!

 


Obrigada, Rodolfo, por ter mostrado, para minhas netas, Luiza e Carolina, e para mim, uma parte tão bonita de um Brasil que deu certo!

 

 

 

Troféu “Roquette Pinto”

Compartilhe